No meu quintal dos Enxames – Novembro

Quintal.Enxames2
«Tudo em Novembro guardado: ou em casa ou enterrado.» 

Novembro deve o seu nome à palavra latina novem (nove), visto que no calendário romano era o nono mês.

Na Horta:

    Neste mês dever-se-á estercar os pomares no Crescente e podados no Minguante, devendo protegê-los das geadas. Ainda na fase Crescente da lua aproveitar para plantar cerejeiras, pessegueiros, pereiras e macieiras. Nesta altura do ano o clima é propício à reflorestação.

    Prestar atenção às sementeiras do agrião, alface, cenoura, couves, com excepção de couve-flor, brócolos, fava, ervilha e em camas quentes, alface, beterraba, cebola, nabiça, nabo, rabanete e tomate. Plantar alho, couve temporã, tremoço. Também, semear cereais de pragana, como aveia, centeio, cevada e trigo. Mês onde se apanha a castanha e se colhem os diospiros e a azeitona. E ainda, retirar a beterraba da terra.

     Na adega verificar as vasilhas do vinho novo, pois como indica o provérbio: «No dia de São Martinho, vai à adega e prova o vinho». Destilar bagulho para fazer aguardente.

No Jardim:

    Mês propício à pôda de plantas e arbustos do jardim. Prossegue a plantação das roseiras, quanto aos de gladíolos, ciclames, lírios devem-se proteger das geadas. Semear ervilhas de cheiro, goivos, jacintos, etc.

Animais:

    Deve-se abrigar o gado do frio e chuva.

 

 


 BIBLIOGRAFIA: O Verdadeiro Almanaque; Borda D’Agua (2014); Editorial Minerva

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

 

Loading Facebook Comments ...