Plantar&Colher nos Enxames

plantarcolherenxames

    O objetivo desta nova rubrica, consiste em transmitir alguns conhecimentos da minha experiência, na área da fruticultura, como autodidacta. Nunca frequentei qualquer curso agrícola, possuo apenas o curso de aplicador de produtos fitofarmacêuticos (caldas). 

    No entanto ao longo da vida sempre tive algum contacto e uma certa “paixão” pela fruticultura, “paixão” essa, que me foi transmitida pelo meu falecido avô e também pelo meu falecido pai. Por motivos profissionais, só recentemente pude acompanhar mais de perto as minhas árvores de fruto: cerejeiras, pessegueiros, videiras, castanheiros, dióspiros, kiwis, figueiras, alperces, romãzeiras, nespereiras, nogueiras, amendoeiras, tangerineiras, laranjeira, framboesas, amoras, mirtilos, e recentemente goji e phisalis. Tudo em pequena quantidade, apenas as cerejeiras são em maior número. Nem sempre tenho tido sucesso, já tentei outras variedades, desde anonas, mangas, pêra abacate, e pêra melão. No verão ainda se “aguentaram”, mas mal chegou o inverno, a geada não lhes deu qualquer hipótese. Com os castanheiros também tenho tido alguns insucessos. Já em plena produção, secam com alguma regularidade.

    Neste período do ano, as árvores de um modo geral, encontram-se em repouso vegetativo, sendo a época ideal, para se efectuarem algumas podas. Também se podem começar a preparar os utensílios para as primeiras enxertias. Vou citar alguns tipos de enxertias, que se praticam na região. É muito importante conhecer-se o ciclo vegetativo das diversas árvores. Faz toda a diferença no sucesso ou não, da enxertia. Vou referir as épocas e os tipos de enxertia mais utilizados em algumas árvores de fruto. Nos fins de Janeiro ou princípio de Fevereiro devem-se fazer as enxertias de amendoeiras, ameixoeiras, alperces e pessegueiros, utilizando a enxertia de garfo. No final de Fevereiro ou princípio de Março a maioria das espécies, nomeadamente, cerejeiras, macieiras, pereiras e kiwis, também com enxertia de garfo. Em Março e Abril, os castanheiros, consoante as variedades sejam mais temporãs ou tardias, também se aplica a enxertia de garfo ou a fenda lateral. Em Maio, as laranjeiras, com a enxertia de borbulha. Ainda em Maio, as oliveiras, com enxertia de coroa. Em Julho, Agosto e Setembro podem-se efectuar enxertias de borbulha em pessegueiros, castanheiros, alperces, cerejeiras e outras espécies. Para terminar, segundo o provérbio popular, pelo Entrudo pega tudo, ou seja, é a melhor época para se realizarem a maioria das enxertias. Seguem-se algumas fotos de diversas enxertias.

Comentários

  1. olá…próximo de minha casa tem alguns pés de framboesa no meio do mato, elas não produzem muito e dão frutos pequenos e irregulares, como faço para tirar uma muda com eficiência e fazer com que de bons frutos,,,,? obrigado…aguardo resposta

    1. Olhe Cleverson, a framboesa é uma planta fácil de reproduzir. A melhor época para fazer a transplantação é no Inverno, quando a planta está hibernada, ou seja sem folhas. Portanto arranca uma ou várias plantas com raiz, que elas de um modo geral têm muitas, e colocá-las no local que pretende. Elas também pegam sem raiz, mas terá muito mais sucesso se for com raiz. Espero ter ajudado Cleverson. Caso necessite de mais esclarecimentos volte a contactar-me. Obrigado.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

 

Loading Facebook Comments ...