Plantar&Colher nos Enxames – Cultivo de batata doce

plantarcolherenxames    Iniciei no presente ano o cultivo de batata doce. Confesso que foi, mais por influência familiar do que minha. Cometi alguns erros, por falta de experiência, mas estou certo que no próximo ano, já estarei bem mais “profissional” nestas andanças.

    Para começar, comprei em maio, dois molhos de talos no mercado do Fundão, mas devido às más condições climatéricas, muitas perderam-se. Cerca de um mês depois, comprei outro molho, para substituir as que tinham desaparecido. Erro grasso da minha parte, só agora quando as comecei a arrancar é que me apercebi que não referenciei umas das outras, e já arranquei algumas que ainda não estavam devidamente formadas. Deveria ter plantado noutro lugar, para evitar confusões. As que já atingiram o tempo de formação, estão maravilhosas.

    Tenho a dizer que é uma produção bastante rentável, que aconselho vivamente a quem for apreciador deste tubérculo. Digo isto porque após um mês, mês e meio, pode-se já retirar guias (talos) e voltar a fazer nova plantação. Se fizermos a plantação, logo em março, estou plenamente convencido que poderemos ter várias plantações num ano. Tal é o número de ramos que a planta produz e que facilmente pode atingir 1,5m ou 2m. Apesar das limitações que temos com o tempo aqui na nossa região, já que a rama da batateira é bastante sensível com as geadas.

    Acresce a tudo isto o fator saúde, infelizmente sou diabético, e esta batata além de ser bastante tolerada por esta doença, ainda reduz os níveis glicémicos, contrariamente à outra batata que contem muito amido e este é transformado em açúcar. Também é muito útil no combate à obesidade.

    Também as folhas podem ser aproveitadas, podem ser usadas em sopa, em refogado com azeite e alho (à semelhança do espinafre), após uma pequena cozedura, e ainda faz um chá delicioso, muito útil no combate ao colesterol e infeções na garganta, gripes e resfriados, entre outras.

    Para primeira experiência, estou muito otimista, mereceu bem a pena ter apostado nesta cultura. Estou plenamente convencido que será uma cultura muito promissora na nossa região em épocas futuras.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

 

Loading Facebook Comments ...